Gastos supérfluos

Gastos supérfluos – Como evitá-los?

Em um mundo que nos instiga a comprar coisas como se com isso fôssemos ficar mais felizes e realizados, os gastos supérfluos podem causar grandes estragos em nossas finanças.

O que são gastos não essenciais? Todos aqueles que não são vitais para sanar as necessidades básicas de alguém. Embora você muito provavelmente não queira eliminar todos os gastos não essenciais (uma compra “não fundamental” é, algumas vezes, saudável), eliminar a maior parte deles, especialmente em tempos difíceis, pode salvá-lo da ruína financeira. As dicas a seguir devem ajudá-lo a fazer isso:

1- Descubra quais hábitos de gastos são e quais não são essenciais. Feito isso, comece a gastar de acordo com o levantamento. Principalmente devido à renda e estilo de vida, as necessidades de gastos de um indivíduo podem diferir muito das de uma outra pessoa, portanto não se compare nem tome como base qualquer “receita” que encontrar. É realmente um exercício muito pessoal.
    

2- Faça uma lista dos itens essenciais sempre que for às compras. Você tem 100% de certeza de que todos os itens são absolutamente essenciais? Eu tenho uma cafeteira italiana, por exemplo. Faz café excelente; no entanto, vaza um pouco ao redor da cesta quando em uso. Isso justifica a compra de um novo? Não (dependendo é claro do seu grau de apreciação e necessidade por café).

3- Monitore todas as suas compras por várias semanas. Ao adicionar as compras por um período de um mês, por exemplo, pode-se observar um gasto expressivo em itens facilmente dispensáveis.
   

4- Repense a compra de um item mesmo que ele esteja com um preço bastante reduzido, você economizaria muito mais não efetuando a compra. Comprar um item só porque ele está barato não te faz economizar, mas sim gastar menos! Compre somente o que for essencial. Em períodos de festas de final de ano, por exemplo, podemos observar alguns enfeites de árvores de natal que mesmo com um bom desconto, somam uma quantia que pode fazer diferença no seu orçamento pessoal e só serão utilizados poucas semanas no ano! Nesse caso em especial, podemos vislumbrar outras possibilidades caseiras de abrilhantar o nosso lar sem gastar muito.    

5- Encontre algo para fazer pelo qual você é apaixonado. Se você estiver envolvido em fazer algo que ama, como fotografia, escrita ou arte, as compras não essenciais perderão a sua atenção. Além disso, você pode descobrir que mal tem tempo para fazer compras essenciais justamente por estar ocupado e entretido com algo que realmente goste! 

Pergunte a si mesmo se a compra de um item específico o deixará mais feliz ou mais satisfeito. De fato isso pode acontecer, mas com certeza, na maioria dos casos, será temporário! A emoção de uma nova compra logo desaparece e dará lugar a outro desejo. Quando isso acontece, você pode se sentir pior porque gastou dinheiro que muitas vezes não podia. 


6-Pergunte se você usará ou não a nova compra com frequência suficiente para justificá-la. Se você tem um ou dois vestidos de noite pendurados no armário que ainda são elegantes, ainda estão em boa forma e ficam maravilhosos em você, e você só participa de eventos elegantes uma vez por ano, é prático comprar um terceiro? Quantas vezes você comprou algo que não usou?
   

7- Evite fazer compras on-line. Se você se deparar com algo que somente lhe agrada, é muito mais provável que você o compre impulsivamente, pois clicar em um ou dois botões é muito fácil. Antes de decidir pela compra, faça uma pausa e leia novamente este artigo.
    

8- Aprenda a reconhecer estratégias / tentações de marketing. Os varejistas, especialmente em épocas de baixo consumo, estão pressionando os clientes a comprar com táticas nunca antes pensadas. Até a tecnologia nos induz a isso com os mecanismos totalmente adequados! Por exemplo, embora os aplicativos de compras sejam provavelmente uma das invenções mais legais e úteis da atualidade, eles também facilitam a compra de itens que você não consideraria mas que estão de acordo com seu perfil de consumo e buscas que você fez ultimamente.

O desenvolvimento de bons hábitos de compra é essencial, ainda mais em um momento de recessão. Apenas cortar compras não essenciais pode mantê-lo no caminho certo e estreito da sua segurança financeira e garantir a sua sobrevivência, principalmente durante um período de crise!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Falar no WhatsApp
💬 Precisa de ajuda?