fundo de emergência

Importância de se ter um fundo de emergência

Imagina que aconteceu algo muito grave em sua vida, algo que não pode ser adiado, que é até mesmo uma questão de vida ou morte e você precisa de dinheiro imediatamente para a solução. Já se deparou com uma situação dessas? Você consegue imaginar o que é um fundo de emergência? 

Acredito que pelo nome seja um tanto quanto sugestivo, mas não podemos deixar de colocar aqui o conceito: fundo de emergência é um dinheiro que você reserva para cobrir emergências financeiras ou despesas inesperadas que possam surgir. Isso pode incluir qualquer coisa que você não tenha planejado, como reparos inesperados de carros, contas médicas, períodos de desemprego ou falta de receita… Além dessas ocorrências, ele ajuda a passar com mais tranquilidade por um ciclo econômico instável e outras situações imprevisíveis como a greve dos caminhoneiros, a pandemia de COVID-19 que são somente dois exemplos dos últimos tempos e que podem desencadear consequências desastrosas para quem não esteja propriamente precavido.


Embora possa parecer um sacrifício, ainda mais frente aos hábitos de consumo e educação financeira do brasileiro, reservar dinheiro em um fundo de emergência pode lhe proporcionar uma verdadeira paz de espírito e ajudá-lo a lidar de maneira mais confiante em situações estressantes. A reserva permite que você se concentre somente em resolver o problema em questão, sem a preocupação adicional com as finanças durante uma crise, além do desgaste em pensar nas consequências dela a longo prazo. Quanto mais cedo você começar o seu fundo de emergência, mais cedo poderá tirar proveito desses benefícios e partir para outras etapas do planejamento financeiro.

 

  Ele também é uma maneira de proteger suas economias! Por exemplo, se você já tiver a sua reserva de emergência estabelecida e agora estiver economizando para comprar algo de valor expressivo, como uma viagem, mudar de casa, trocar de carro e de repente tiver uma necessidade médica, não precisará comprometer esses sonhos para cobrir os custos emergenciais! Em vez disso, você usará a sua reserva e desta forma continuará avançando com suas metas financeiras, mesmo quando enfrenta o inesperado.

Iniciando um Fundo de Emergência

Antes de iniciar um fundo de emergência, é aconselhável definir as suas metas financeiras. O valor ideal da meta para o seu fundo de emergência dependerá de vários fatores, incluindo sua renda, custos de vida e compromissos financeiros, estilo de vida e número de dependentes. 

 

  Uma recomendação comum é criar seu fundo de emergência para cobrir, no mínimo, de três a seis meses de despesas. Se você for um profissional autônomo, por não contar com alguns benefícios como seguro desemprego e saldo de FGTS, por exemplo, é ideal que esse valor aumente para 6 a 12 meses! 


Convém levar em consideração um estudo dos itens que você poderia cortar imediatamente para reduzir um pouco o custo de vida e, dessa forma, a reserva também se ajustará.

Quando estiver pronto para começar, selecione a conta certa para manter seu fundo de emergência. Você deve procurar uma conta com juros que permita acessar seu dinheiro rapidamente, se necessário, ou seja: alguma aplicação que renda mais do que a poupança mas que ainda proporcione uma liquidez (capacidade de ter o dinheiro em mãos) imediata!

Construindo um fundo de emergência

Depois de definir sua meta inicial de economia e configurar uma conta, é hora de criar seu fundo de emergência. Existem diferentes estratégias que você pode usar para começar a fazê-lo.

  Para garantir que você esteja contribuindo consistentemente com seu fundo de emergência, você pode combinar com o seu banco de efetuar transferências automáticas da sua conta corrente para suas reservas. Você também pode se comprometer a contribuir para sua conta de emergência quando receber quantias maiores do que as habituais, como presentes e bônus, direcionando grande parte para essa reserva.

Uma dica que sempre damos aqui na na Martello é: assuma o compromisso com você! O que isso quer dizer: ao ter seus recebimentos em mãos, imediatamente reserve uma parte para o fundo de emergência! Dessa forma você não cai em tentação para gastar um dinheiro importante para sua vida. 

 

Se você achou importante e quer saber mais, é só nos procurar! Aqui na Martello Educação Financeira trabalhamos o fundo de emergência como a “primeira caixinha” de um planejamento financeiro. 

 

Um grande abraço e até o nosso próximo post!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Falar no WhatsApp
💬 Precisa de ajuda?